Suplementos alimentares: os números do mercado que você precisa saber

Suplementos alimentares: os números do mercado que você precisa saber

O crescimento do mercado de suplementos alimentares nos últimos anos é notável, uma vez que a gama de produtos vem aumentando consideravelmente, assim como as marcas.

Esse aumento se dá pelo fato de que as pessoas buscam cada vez mais esses produtos para incluir na sua rotina.

Diante disso, hoje venho te apresentar alguns números de pesquisas recentes que mostram o aumento exponencial desse mercado e seu potencial para os próximos anos.

Essa é uma ótima oportunidade para você que deseja faturar mais ampliando sua linha de produtos naturais e suplementos alimentares ou, ainda, para quem quer investir na área mas não sabe por onde começar. Nós podemos te ajudar!

Um ponto importante para o aumento desse mercado no Brasil foi a publicação da RDC Anvisa nº 243/2018, que define os requisitos sanitários dos suplementos alimentares e caracteriza-se como um marco regulatório no país. Até então não havia uma definição legal para esses produtos.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), grande parte dos produtos usados como suplementos alimentares era classificada em diferentes categorias regulatórias. Diante disso, a lógica anteriormente utilizada para diferenciar um alimento de um medicamento foi mudada.

Antes essa lógica era baseada na IDR (Ingestão Diária Recomendada), então, se um produto possuía quantidades de nutrientes acima de 100% da IDR, este era considerado um medicamento. Agora, os valores de IDR não são mais balizadores para definir se o produto é um suplemento alimentar ou medicamento.

Com isso, a comercialização dos suplementos alimentares se tornou mais simplificada e, hoje, há uma facilidade maior de encontrar esses produtos em diversos lugares.

Dados do mercado de suplementos alimentares

De acordo com dados da Associação Brasileira da Indústria de Alimentos para Fins Especiais e Congêneres (Abiad), o consumo de suplementos alimentares no Brasil aumentou 10% em cinco anos.

Em 2020, 59% dos lares brasileiros possuem pelo menos uma pessoa consumindo suplementos alimentares. Além disso, 72% dos brasileiros aumentaram os cuidados com a alimentação nos últimos tempos.

Das pessoas que consomem os suplementos alimentares, 85% utiliza esses produtos buscando benefícios para a saúde, enquanto 69% deles alia esse consumo à prática de atividades físicas.

Os números mostram ainda que a busca por esses produtos na internet também aumentou, sendo que 68% das pessoas ouvidas relataram que procuram informações sobre os produtos. Além disso, dos consumidores de suplementos, 51% das pessoas contou que recebeu recomendação profissional.

Segundo o IBGE, mais de 19% da população brasileira entre adolescentes, adultos e idosos consomem pelo menos um suplemento alimentar. O consumo desses produtos aumenta com a idade e, também, é maior entre as mulheres.

Isso mostra que as mulheres estão cada vez mais preocupadas em cuidar da sua saúde como um todo. Mas, além disso, elas buscam também um envelhecimento mais saudável e procuram nos suplementos alimentares meios de auxiliar na sua vaidade e autoestima.

Em um panorama geral, de acordo com dados do site Terra, 41% dos brasileiros consomem suplementos alimentares para diminuir o cansaço e a indisposição e, consequentemente, aumentar a energia.

Outra parcela da população, cerca de 21%, utiliza complexos para cuidados com a pele, cabelos e para a reposição da vitamina D, muito importante para o organismo mas complexa para se consumir por meio dos alimentos.

E, por fim, 19% das pessoas buscam nas fórmulas dos suplementos alimentares um aliado para o emagrecimento e reposição de ferro.

A busca por saúde e bem-estar

Segundo dados do Sebrae da pesquisa Euromonitor de 2020, o mercado de alimentação ligado à saúde e ao bem-estar cresceu 98% no Brasil de 2009 a 2014.

Esse setor movimenta US$ 35 bilhões por ano no país, que é o quarto maior mercado do mundo.

Isso mostra o crescimento exponencial do mercado de suplementos alimentares no país, uma vez que muitas pessoas buscam por esses produtos para complementar a alimentação de forma saudável.

Os números apresentados pela Associação Brasileira das Empresas de Produtos Nutricionais (Abenutri) e Associação Brasileira dos Fabricantes de Suplementos Nutricionais e Alimentos Para Fins Especiais (Brasnutri) estimam que em 2021 o mercado de suplementos alimentares no Brasil ultrapasse os R$ 2,6 bilhões. Nosso país lidera o mercado latino de suplementos alimentares segundo o site Terra. Há um crescimento previsto de 3% ao ano no país.

Segundo essas associações, estima-se que aproximadamente 2,5 milhões de pessoas consomem suplementos alimentares no Brasil. Esses produtos pertencem a 100 empresas, sendo 60% nacionais e 40% internacionais.

Neste cenário, “o Brasil é o terceiro maior mercado de suplementos alimentares do mundo, perdendo apenas para Austrália e Estados Unidos”, de acordo com o Estadão. Além disso, com a pandemia de Covid-19, os brasileiros ficaram mais preocupados em fortalecer a imunidade, o que aqueceu as vendas dos suplementos vitamínicos.

Outro ponto que fortalece o mercado de suplementos alimentares é que, para alguns especialistas na área da saúde, o corpo humano não é capaz de absorver todo o tipo de vitamina. Diante disso se incentiva o consumo de suplementos que possam suprir a falta de nutrientes no organismo.

E aí, vai ficar de fora desse mercado que só cresce e tem boas estimativas para o futuro?!

Monte seu projeto e entre em contato, nosso time especialistas de diversas áreas, que está pronto para te atender e fazer o seu negócio decolar!

Desenvolva sua linha com os melhores do mercado!

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM