Vitamina D auxilia no emagrecimento?

vitamina d

Com certeza você sabe o que é a vitamina D, ou, pelo menos, já ouviu falar dela, não é? Dentre seus benefícios, ela é bem conhecida por ser essencial para a formação e fortalecimento dos ossos e dentes, mas você sabia que ela pode auxiliar também no emagrecimento? Inclusive, a falta dessa vitamina no organismo pode contribuir para agravar casos de obesidade. 

Ao longo desse texto vou te explicar os principais benefícios dessa vitamina e como ela pode te auxiliar no processo de emagrecimento. 

Importância da vitamina D

A vitamina D é de extrema importância para o funcionamento correto do organismo, pois atua em diversos processos. Ela precisa ser ingerida por meio da alimentação ou suplementação e, para ser sintetizada e absorvida pelo nosso organismo, é necessário uma exposição diária ao sol, por pelo menos 20 minutos.

Além de auxiliar na formação de ossos e dentes, previne a osteoporose e a diabetes. Ela atua também fortalecendo o sistema imunológico, ajuda na absorção de cálcio e fósforo, no funcionamento muscular e também no crescimento e reparação dos tecidos.

A vitamina D auxilia no emagrecimento?

Estudos mostram que há evidências positivas quanto à relação da vitamina D e o processo de emagrecimento. Isso porque esse nutriente colabora com a liberação de leptina, o hormônio que controla a saciedade. Ele não atua efetivamente sem a presença dessa vitamina. Nesse processo, o nutriente acelera a quebra da gordura pelo fígado e aumenta as taxas do hormônio.

Além disso, outras análises feitas apontam que a falta de vitamina D no organismo pode ser uma das causas que levam à obesidade. O nutriente é rapidamente estocado no tecido adiposo em pessoas obesas por ser lipossolúvel e, depois, sua liberação acontece de forma lenta, o que prejudica o organismo como um todo. 

O estudo que mostrou a relação direta da vitamina D com o processo de emagrecimento foi publicado no American Journal of Clinical Nutrition, edição de maio de 2014. Os resultados mostraram que a correção da insuficiência de vitamina D nas mulheres participantes resultou na perda de peso e redução significativa da proteína C-reativa (CRP), um marcador de inflamação.

Há várias teorias que tentam explicar os efeitos da vitamina D no processo de emagrecimento. Alguns estudos mostram que essa vitamina no organismo pode reduzir a formação de novas células de gordura. Além disso, ela pode também estancar o armazenamento dessas células, reduzindo o acúmulo de gordura.

Foram selecionadas 218 mulheres com sobrepeso ou obesidade na pós-menopausa que fizeram parte do estudo. Todas possuíam níveis baixos de vitamina D no sangue, entre 10 e 32 ng/mL.

O estudo durou 12 meses, sendo que todas receberam uma dieta calórica reduzida, faziam 225 minutos por semana de atividade aeróbica, combinados com um suplemento de vitamina D ou um placebo. A vitamina foi consumida diariamente. 

Após esse período, os estudos mostraram que as mulheres que consumiram a vitamina tiveram um aumento médio no soro de 25-hidroxivitamina D de 13,6 ng/ml. Já as participantes que ingeriram placebo apresentaram declínio nessa substância. 

Nas mulheres que o nível de vitamina D no sangue se elevou a 32 ng/mL ou mais, a média de perda de peso foi de 8,5 kg. Já aquelas que os níveis não atingiram esse montante, perderam uma média de 5,6 kg. Outro ponto positivo observado nas mulheres que estavam com níveis elevados dessa vitamina foi que houve uma redução significativa nos níveis de insulina, bem como houve também a redução da circunferência da cintura e gordura corporal. 

Além disso, outro importante dado coletado foi que as mulheres que ingeriram suplemento de vitamina D apresentaram uma queda média de 1,18 miligramas por litro (mg/L) da proteína C-reativa. Já no grupo que consumiu placebo essa queda foi de 0,46 mg/L. Isso quer dizer que houve uma diminuição significativa de inflamação entre as mulheres que consumiram essa vitamina. 

Como obter vitamina D

Cerca de 10 a 20% do que precisamos diariamente dessa vitamina é obtida por meio da alimentação. Os demais 80 a 90% necessários para uma boa saúde e bem-estar originam-se da exposição à luz dos raios ultravioletas (UV) do sol. 

A principal fonte dessa vitamina é a sua produção na pele. Por isso, para ter as quantidades necessárias é preciso permanecer ao sol, mas você deve ter alguns cuidados quando for realizar este processo, sendo o principal deles evitar os horários de sol mais forte.

O consumo apenas de alimentos para chegar na quantidade diária adequada não é suficiente. Por isso, além da exposição ao sol, muitas pessoas optam por suplementos alimentares. Isso mostra que apostar na produção de vitamina D para ter em sua linha de suplementos alimentares é uma boa escolha. 

Entre em contato com uma consultora clicando aqui e inicie o projeto para incluir a vitamina D na sua linha de produtos.

 

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM