Teste de produto: como medir a satisfação para um lançamento

Você sabe que por aqui sempre trazemos dicas e sugestões sobre o mercado de suplementos alimentares especificamente e também do mundo dos negócios como um todo. Nosso objetivo é te ajudar da melhor forma a lançar sua marca e ter sucesso com ela. Por isso, hoje vou te explicar um pouco mais sobre o teste de produto. 

Já falamos sobre as tendências de mercado e como utilizar as pesquisas a seu favor para entender o comportamento do consumidor antes de lançar um produto ou marca. 

Além disso, já falamos sobre moda e tendência e qual o melhor caminho seguir no segmento dos suplementos alimentares. E é seguindo essa linha de raciocínio que hoje vamos aprender mais sobre teste de produto. 

O nome já é intuitivo e consiste, basicamente, em saber como o produto deve se comportar no mercado mesmo antes de lançá-lo. É entender como será a recepção do consumidor ao seu produto e entender se vale a pena investir nele. Vamos saber mais?

O que é o teste de produto e para que serve?

O teste de produto, ou de conceito, como também é conhecido, nada mais é do que uma pesquisa de mercado que é feita para entender se as ideias do produto a ser lançado têm potencial de mercado e se o público vai aceitá-lo. Ele serve para entender como seu produto será recepcionado pelo consumidor e mostra muitas informações sobre um cenário. 

Esse teste permite à empresa entender se ela está indo pelo caminho certo e diminui os riscos do produto fracassar no mercado. Outro ponto importante é que com a pesquisa é possível perceber e entender quando há a necessidade de mudanças que podem ser implementadas antes do lançamento oficial ou também que podem garantir o sucesso. 

Quando posso aplicar esse teste?

Ao contrário do que você deve estar pensando, o teste de produto não avalia só como será a adesão do produto antes de ser lançado, mas sim permite uma infinidade de aplicações nos negócios. Ele pode ser usado para encerrar a produção como também para aperfeiçoá-lo com base nas necessidades do mercado. 

Confira abaixo os pontos que uma pesquisa pode auxiliar e facilitar no mundo dos negócios:

Entender se a ideia do produto é realmente relevante

Às vezes a ideia de um produto surge internamente e parece ótima, mas quando chega na fase da pesquisa os dados mostram que um número baixo de pessoas tiveram interesse, o que mostra que ele não é tão bom assim. 

Ou, ainda, o produto pode ser bom, mas diante de opções parecidas já existentes as pessoas podem interpretar que não faz sentido ter mais um no mercado. Nesses casos, é preciso ter um diferencial que justifique esse lançamento para que não resulte em baixa saída de mercado. 

Para saber se o conceito do produto está claro

É muito importante que o conceito do produto fique claro no mercado, pois o consumidor não vai adquirir algo que não sabe como e nem onde utilizar. Diante disso, as pessoas dão preferência para tudo o que é mais prático de utilizar e intuitivo. 

A ideia principal é saber se os consumidores entenderam claramente de que forma podem usufruir do produto que você quer comercializar. Se isso não acontecer, é bem provável que ele não tenha uma boa saída. 

Entender intenção de compra e quanto as pessoas pagariam

A ideia do produto pode ser genial, mas para que ele tenha sucesso no mercado é preciso que haja intenção de compra. Há várias formas de refletir sobre isso, sendo que analisar o momento econômico do país é uma delas. 

Isso se dá pelo fato de que vivemos em uma sociedade com realidades econômicas muito diferentes. Diante disso, dependendo do momento em que se pensa em lançar um produto, ele pode não ser uma prioridade para determinadas pessoas ou classes, o que irá refletir nas vendas. 

Diante disso é preciso entender e refletir sobre o potencial de investimento do público no produto e pesquisar o quanto as pessoas pagariam pelo bem naquele momento. 

Ter um feedback dos pontos positivos e negativos do produto

Quando uma empresa investe em uma pesquisa bem estruturada é possível evitar ou pelo menos diminuir polêmicas acerca dele. 

Diante disso é preciso pensar em um questionário completo e voltado para a realidade em que seu produto se encaixa. Um questionário voltado para avaliar a aceitação de um produto permite entender pontos como:

  • o que as pessoas mais gostaram;
  • o que não gostaram e os motivos de não gostarem;
  • o que precisa ser ajustado para aumentar seu valor percebido do produto;
  • quais melhorias implementar na comunicação e divulgação, com foco estratégico nos diferenciais.

Como realizar a pesquisa e onde

Até aqui você já entendeu que uma pesquisa de mercado com foco em teste de produto permite você compreender, de maneira geral, não só se os consumidores gostaram do seu produto, como também se entenderam claramente o seu conceito. 

Entretanto, é preciso ir além nesse tipo de avaliação para deixá-la o mais claro possível, para melhor entender o consumidor nesse processo. Dentre as ferramentas disponíveis para isso, uma das mais conhecidas é a Escala de Likert. 

Escala de Likert

Tenho certeza que você já respondeu uma pesquisa de satisfação que utilizou a Escala de Likert. Essa escala utiliza uma espécie de tabela de classificação com diversos graus de concordância ou discordância com a frase apresentada. Esse é um dos métodos mais eficientes para uma pesquisa de teste de produto. 

Isso faz com que a pessoa escolha, entre as alternativas, a opção que mais representa a sua opinião. Esse tipo de abordagem permite perceber os graus de emoção do usuário em relação ao produto, positiva ou negativamente. 

O questionário contém cinco afirmações em que o respondente vai assinalar de acordo com a sua experiência ou expectativa acerca do produto. As opções são:

1) discordo totalmente;

2) discordo;

3) indiferente (ou neutro);

4) concordo;

5) concordo totalmente.

Quando se fala em avaliar a aceitação de um produto, a escala pode ser aplicada em diversos tipos de pesquisa, como:

  • saber a frequência de utilização de um produto;
  • saber a importância do produto para o consumidor;
  • entender a opinião sobre um preço;
  • medir a satisfação com o produto.

As afirmações seguem o mesmo padrão, mudando apenas para que concordem com a pergunta feita. É importante que hajam opções ímpares e sempre uma neutra, para deixar a pesquisa mais detalhada e obter respostas mais fidedignas. Além disso, é possível adaptar a pesquisa à sua realidade e usar opções diferenciadas como emojis, por exemplo. 

Uma última dica importante é: procure investir em uma pesquisa digital, utilizando uma plataforma online, para ter mais agilidade nesse processo e poder aproveitar as oportunidades do mercado. 

Ficou claro que o teste de produto pode salvar todo um planejamento e investimento financeiro de uma empresa, não é mesmo? Especialmente no segmento dos suplementos alimentares, que cresce a cada dia, é muito importante saber antes o que vai dar certo para lançar um novo produto.

Fique atento ao nosso perfil no Instagram e nossa página do Facebook e acompanhe tudo sobre o mercado de suplementos alimentares. 

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM