Nootrópicos, a droga da inteligência

Nootrópicos

Você já ouviu falar na droga que promove inteligência? Não se preocupe, não vamos falar de nada que vá contra as regras da Anvisa. Mas você precisa continuar a leitura e saber mais sobre Nootrópicos e como este assunto vem promovendo várias discussões e sucesso para muitas marcas.

Você já ouviu falar em Nootrópicos? Hoje vamos explorar este assunto, vou lhe apresentar o que é nootrópico e como você empreendedor pode ter em sua linha de suplementos alimentares de um jeito que esteja de acordo com as regras e os órgãos regulamentadores,  para que alavanque a sua marca com um super produto!

Bem, os nootrópicos ficaram conhecidos como “smart drugs” em português as drogas da inteligência. Este termo teve popularização entre estudantes universitários e empresários do Vale do Silício. Os quais utilizavam de fórmulas nootrópicas para “turbinar o cérebro”. 

E a partir daí,  o assunto começou a ganhar notoriedade e estudos à sua volta. Até que nós indústria de alimentos resolvemos explorar mais este assunto e começar a pensar em fórmulas que tenham os benefícios que deram origem aos nootrópicos, mas de forma que seja um produto natural e que faça a suplementação do organismo.

Os nootrópicos são substâncias com ação cerebral, capazes de aumentar o foco, atenção, memória e raciocínio. A sua utilização tem o intuito de melhorar o desempenho, concentração e ampliar a capacidade mental para se destacarem no trabalho e estudos. 

Os nootrópicos têm seu efeito reconhecido devido ao fato de agirem diretamente no sistema nervoso central e, com isso, estimularem seus neurotransmissores, aumentando a performance intelectual e cognitiva. 

Buscamos com os nossos especialistas entender como funciona uma formulação para o cliente vender um produto nootrópico. Vamos explanar três componentes que se destacam neste mercado dos suplementos da inteligência. Os estudos são embasados por profissionais e autores da área.

 

L-TRIPTOFANO

Através de estudos científicos foi comprovado que uma depleção aguda de triptofano provocaram uma diminuição dos níveis de serotonina no cérebro, ocasionando então alteração no humor, permitindo a análise do comportamento dependente da serotonina.

O L-triptofano é um aminoácido essencial, que desempenha um papel significativo na neurodegeneração. A relação entre triptofano e distúrbios neurológicos pode ser explicado pela evidência de que este aminoácido é um conhecido precursor dos neuromoduladores fundamentais, e pode até explicar as evidências recentes sobre seu uso terapêutico na neurociência.

 O triptofano, é 1 dos 9 aminoácidos essenciais, que não é sintetizado em seres humanos e é geralmente obtido através de ingestão ou liberado durante as vias metabólicas de proteína. Este aminoácido representa um componente crítico de várias funções metabólicas e pode atuar como um importante determinante de humor, cognição, e comportamento. 

Para a produção de serotonina ocorrer, o triptofano precisa primeiro ter acesso ao sistema nervoso central através do sistema hematoencefálico. O triptofano é um substrato para o sistema de transporte de aminoácidos e compete para o transporte com vários outros aminoácidos essenciais para o funcionamento do cérebro. Esta competição para o transporte é a base para algumas dietas agudas de diminuição de triptofano.

 

L-TEANINA

 A L-teanina diminui o estresse oxidante causado por estes agentes em células normais. Como antioxidante melhora alguns dos efeitos colaterais dos agentes quimioterápicos. L-teanina, por um mecanismo desconhecido, parece inibir o edema de células normais quimioterápicas. O mecanismo da atividade na alteração de humor possível de L-teanina é também desconhecido. O aminoácido pode afetar o metabolismo e a liberação de alguns neurotransmissores no cérebro, tal como a dopamina. Estudos demonstraram que L-teanina induz atividades no cérebro correlacionando um estado percebido de relaxamento. 

 

CAFEÍNA

A cafeína é considerada como uma droga estimulante do sistema nervoso, estando presente em alimentos e produtos. 

A utilização de alguns suplementos nutricionais com potencial ergogênico (substâncias que melhoram o desempenho, também conhecidas como drogas que aumentam o desempenho), dentre elas, a cafeína, tem-se mostrado eficiente por protelar o aparecimento da fadiga otimizando, portanto, o desempenho físico. Isso significa que a cafeína é um potente modulador do sistema nervoso central, inibindo o sistema nervoso parassimpático. Consequentemente, no nível central, a suplementação de cafeína aumenta o estado de alerta e melhora o humor, melhorando assim, o desempenho cognitivo.

Os nootrópicos são suplementos que vem tendo alta demanda do público, se caracterizando como uma ótima oportunidade de investimento. Quer saber mais sobre como ter a sua linha de Nootrópicos? Clique aqui para saber mais!

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM