Tudo o que você precisa saber sobre colágeno e como lucrar no mercado de suplementos com essa proteína

Com certeza você já ouviu falar em colágeno, não é mesmo?! O queridinho do momento, cada vez mais as pessoas procuram por esse produto para consumir diariamente. A procura é maior entre o público feminino, pois essa substância atua especialmente na pele, proporcionando elasticidade e firmeza. 

Entretanto, há dois tipos de colágeno com atuações em diferentes áreas e tecidos do organismo. E, apesar de ser mais populares entre o público feminino, homens também podem e deveriam consumir esse suplemento. 

Vou te explicar tudo sobre os tipos e atuações dos colágenos no organismo e porque esse é um bom nicho de mercado para se investir! 

Colágeno

O colágeno é uma proteína formada por uma cadeia de aminoácidos: glicina, prolina e hidroxiprolina. É produzida em abundância pelo nosso corpo e é essencial para manter a saúde dos tecidos e órgãos em geral do corpo, bem como atua também nos ossos, pele, cartilagens, tendões e mantém sua elasticidade e flexibilidade. 

Apesar de ser produzido no organismo, a partir dos 25 anos de idade sua produção começa a reduzir cerca de 1% ao ano. É a partir desse período que a suplementação de colágeno se torna importante para manter a saúde da pele, tecidos, órgãos e cartilagens. 

Conforme a idade vai avançando, a suplementação se torna ainda mais importante. A falta de colágeno ocasiona o ressecamento da pele, diminuindo sua elasticidade. A partir disso começam a aparecer as rugas e marcas de expressão, o que pode refletir na autoestima, principalmente das mulheres. 

É nesse momento que te apresento os dois principais tipos de colágeno: o tipo I, ou hidrolisado, que age de forma mais específica na nutrição e hidratação da pele, a deixando saudável de dentro para fora. E o tipo II, que atua no sistema ósseo e articular, auxiliando na manutenção da saúde desses tecidos, prevenindo futuros problemas e doenças. 

Mais sobre os tipos de colágeno

Ao todo, existem pelo menos 16 tipos de colágenos, mas os mais conhecidos são os tipos I e II. Além disso, há também os peptídeos de colágeno. 

Colágeno tipo I (Hidrolisado): é o mais indicado para quem tem como objetivo a regeneração da pele, cabelos e unhas, mais utilizado para a parte estética. No mercado de suplementos alimentares ele pode ser encontrado na forma em cápsulas ou solúvel. O solúvel deve ser consumido diluído em água, chás ou sucos. Não é recomendado que seja consumido com leite, pois esse é uma bebida rica em proteína também, o que irá dificultar a absorção do colágeno.

Ele passa por um processo de hidrólise, ou seja, é quebrado em partículas menores para ser melhor absorvido pelo organismo e ter um aproveitamento maior. 

Nesse caso, há também os peptídeos de colágeno. São altamente hidrolisados, ou seja, suas moléculas são quebradas em partículas ainda menores, o que facilita ainda mais sua absorção pelo organismo. 

Colágeno tipo II: esse colágeno é o mais indicado para quem busca a regeneração das cartilagens e pode auxiliar na prevenção e tratamento de doenças e problemas nesses tecidos. É fabricado a partir de um processo não enzimático, em temperaturas mais baixas, para não hidrolisar a molécula e garantir a integridade da proteína, diferente do colágeno tipo I. 

Fatores que levam a perda de colágeno

Perder colágeno é um processo do organismo que está associado ao processo natural de envelhecimento. Com isso, a pele começa a perder elasticidade e começam a aparecer as rugas, o cabelo começa a ficar mais fino, as unhas mais quebradiças. Esses são os efeitos mais perceptíveis da falta de colágeno no organismo. 

Além disso, com o passar dos anos a densidade dos ossos começa a diminuir, os músculos ficam mais flácidos, os ligamentos, tendões e articulações começam a perder força e elasticidade. A partir disso podem começar a aparecer doenças relacionadas à falta dessa proteína. Alguns problemas hormonais também favorecem a perda de colágeno. 

Mas, há fatores externos que também contribuem para a diminuição do colágeno no organismo, como: exposição excessiva ao sol, tabagismo, estresse e falta de sono, desidratação, ingestão de açúcares e carboidratos refinados em excesso e má alimentação.

Benefícios do colágeno no organismo

Como já te apresentei, os principais benefícios do colágeno é a manutenção da saúde da pele. Por isso ele é o queridinho entre as mulheres. Entretanto, por seus benefícios também para os músculos, ossos e ligamentos (tipo II), homens também podem fazer a suplementação dessa proteína e a ingestão de alimentos que estimulem a produção dessa proteína. 

Dentre os principais benefícios do colágeno, é importante destacar os seguintes pontos:

– Fortalece as unhas

– Previne o aparecimento de celulite

– Favorece a reconstrução das cartilagens

– Contribui para o fortalecimento dos ossos

– Aumenta a elasticidade da pele

– Previne e retarda o surgimento de linhas de expressão

– Fortalece o cabelo e melhora o seu aspecto

– Diminui o surgimento de estrias  

Suplementação de colágeno

Alimentos como aveia, feijão, leguminosas, carnes, ovos, peixes, frutas cítricas ou vermelhas, entre outros, estimulam a produção de colágeno no organismo. Entretanto, nem sempre conseguimos ingerir a quantidade suficiente de nutrientes e suprir a necessidade de colágeno por meio da alimentação. A má alimentação ou o  mau funcionamento do organismo podem ser consequências da rotina corrida do dia a dia. 

Diante disso, a suplementação de colágeno é uma alternativa para manter os níveis de colágeno no organismo elevados. Essa é uma boa alternativa de investimento para quem busca inovar na indústria alimentícia. 

A indústria de suplementos alimentares como um todo registrou um crescimento nos últimos anos. As pessoas começaram a se preocupar mais com a saúde e manter hábitos saudáveis e a praticidade dos suplementos alimentares foi uma saída encontrada para mudar os hábitos. 

Com a popularização do colágeno, produzir suplementos a partir dessa proteína é uma aposta certeira no mercado de suplementos alimentares. Se você já atua na área, é a oportunidade de aumentar sua linha. Se você ainda tinha dúvidas de onde investir nesse nicho, essa é uma ideia com garantia de sucesso nas vendas. 

Vem saber mais sobre essa tendência de mercado e produzir colágeno com a sua marca aqui na Hilê! Clique aqui e fale com uma consultora.

 

Compartilhar
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp

VEJA TAMBÉM