01

Postado em 01 de Dezembro de 2017 às 13h18

Ação dos Fitoesteróis no organismo

Beneficios (4)Produtos Naturais (3)

Os fitoesteróis vêm sendo estudados desde a década de 1950, em razão de seu efeito hipocolesterolêmico, e serviram de base para vários ensaios posteriores na investigação sobre o perfil lipídico. São um grupo de esterois naturalmente presentes nas plantas e vegetais e não podem ser sintetizados pelo corpo humano, por isso devem ser suplementados.

A ingestão de doses terapêuticas de fitoesteróis torna-se de difícil alcance por meio da dieta, mesmo observando-se rigorosamente as principais tabelas e referências internacionais sobre alimentação saudável, especialmente se for considerada a referência de ingestão diária estabelecida pelo Ministério da Saúde, pois os fitoesteróis presentes nos alimentos estão em quantidades mínimas quando comparados à necessidade de ingestão.

O efeito hipocolesterolêmico dos fitoesteróis é causado pela inibição da absorção do colesterol no lúmen intestinal decorrente da maior afinidade físico-química dos fitoesteróis com as micelas, em relação ao colesterol. Ao incorporar, as micelas diminuem a capacidade de transporte e absorção do colesterol, favorecendo sua precipitação e consequente eliminação pelas fezes. A absorção do colesterol proveniente da dieta e a do colesterol proveniente da circulação entero-hepática é significativamente reduzida na presença de fitoesteróis e diretamente dependente da quantidade de fitoesterol ingerido.

Dessa forma, os fitoesteróis contribuem para a diminuição dos níveis de colesterol, o que por sua vez contribui para a redução do risco de aterosclerose e doenças coronarianas, sem afetar as concentrações plasmáticas de HDL-C. Segundo a IV Diretriz da Sociedade Brasileira de Cardiologia, a primeira meta lipídica para prevenção em saúde cardiovascular é o controle do LDL-colesterol. Os efeitos dos fitoesteróis são doses dependentes e seus benefícios são maiores quando combinados com uma dieta com reduzido teor lipídico.

Estudos científicos sugerem que o uso a curto prazo de esteróis vegetais suplementados é seguro e efetivo como estratégia terapêutica adicional ao tratamento da hipercolesterolemia. Os fitoesteróis maximizam os benefícios da terapia dietética e da mudança do estilo de vida associados ou não às estatinas para a maioria dos indivíduos que necessitam controlar a colesterolemia, especialmente na prevenção de doenças cardiovasculares.

Os fitoesteróis são substâncias naturalmente presentes na natureza, com ação hipocolesterolêmica e cuja dose terapêutica está acima da viabilidade de alcance por meio da ingestão habitual de alimentos. A suplementação com cápsulas, inserida na rotina diária de utilização dos medicamentos preventivos, pode ser uma importante ferramenta de sucesso terapêutico.

Atualmente, o consumo diário de fitoesteróis por adultos brasileiros é de aproximadamente 100mg. A literatura aponta que a redução da absorção de colesterol se dá com a ingestão diária de 2g de fitosterois. Diante deste cenário, a inclusão de cápsulas de fitoesteróis na alimentação diária pode colaborar para que se atinja a recomendação. Contudo é importante salientar que doses diárias acima de 3g de fitoesteróis não produzem efeitos adicionais.

Referência bibiográfica:

World Health Organization. Health topics. Mortality and Burden of Disease Statistics. Disease and injury country estimates. Disponível em: http://www.who.int/healthinfo/global_burden_disease/estimates_country/en/index.html.

Sociedade Brasileira de Cardiologia. Departamento de Aterosclerose. IV Diretriz Brasileira Sobre Dislipidemias e Prevenção da Aterosclerose. Arq. Bras. Cardiol. 2007; 88 (supl. 1): 1-18

Third Report of the National Cholesterol Education Program (NCEP) Expert Panel on Detection, Evaluation, and Treatment of High Blood Cholesterol in Adults (Adult Treatment Panel III – final report). Disponível em: http://www.nhlbi.nih.gov/guidelines/cholesterol/atp3_rpt.htm. Acessado em: 2011, Maio 31.

Zittermann A, Frisch S, Berthold HK, Gotting C, Kuhn J, Kleesiek K, Stehle P, Koertke H, Koerfer R. Vitamin D supplementation enhances the beneficial effects of weight loss on cardiovascular disease risk markers. Am J Clin Nutr. 2009;89:1321–7

Wang C, Harris WS, Chung M, Lichtenstein AH, Balk EM, Kupelnick B, Jordan HS, Lau J. n3 Fatty acids from fish or fish-oil supplements, but not α-linolenic acid, benefit cardiovascular disease outcomes in primary- and secondary-prevention studies: a systematic review. Am J Clin Nutr. 2006;84:5–17

Jones PSH, Kubow S. Lipídios, Esteróis e Seus Metabólitos. In: Shils ME, et al. Tratado de Nutrição Moderna na Saúde e na Doença. 9ed. São Paulo: Manole, 2003. 71-102p.

Gupta AK, Savopoulos CG, Ahuja J, Hatzitolios AI.Role of phytosterols in lipid-lowering: current perspectives. QJM. 2011 Apr;104(4):301-8.

Veja também

Hilê é destaque em Projeto Exportador!25/02Hilê é destaque em Projeto Exportador! Na noite de terça-feira, dia 27 de setembro de 2016, a Hilê Indústria de Alimentos participou do evento de Lançamento do projeto de Extensão Industrial Exportadora (PEIEX) da Apex- Brasil, que aconteceu em Chapecó/SC. Durante o evento, o representante da Hilê, sr. Elias Cecchin recebeu uma certificação pela participação no PEIEX e......
Os benefícios da Alga Lithothamnium14/09/17 O cálcio é um nutriente fundamental para manter os ossos fortes por toda a vida. Além disso, ele também tem papel de destaque em outras funções vitais como as batidas do coração. No entanto, o brasileiro......
Entenda mais sobre suplementação com Ômega-325/01 Hoje em dia, é muito difícil encontrar alguém que não tenha ouvido falar sobre a suplementação com ômega-3. Além de existirem inúmeros estudos científicos demonstrando os......

Voltar para Notícias